Notícias

25/11/16

Ato contra PEC 241 do Temer e Pacote do Sartori

Ato contra PEC 241 do Temer e Pacote do Sartori

Os estudantes de Porto Alegre saíram às ruas nesta quinta-feira contra o pacote de maldades do Sartori e contra a PEC 241/55 do Temer. O ato teve concentração na Escola Parobé, a passeata passou pelas principais avenidas do centro de Porto Alegre, terminando no Palácio Piratini. Entre as palavras de ordem estavam: “Somos os estudantes e esse pacote nós vamos derrubar”, “Não, não, não à PEC, não, eu quero mais dinheiro para saúde e educação”. “Não sairemos das ruas até derrubar o pacote” afirmou o presidente da UGES, Marcos Adriano, “Sartori está aplicando o mesmo projeto de Temer, que prefere arrochar e agradar os banqueiros”, disse Erick Denil, presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundários de Porto Alegre - UMESPA.

A PEC é um assalto ao povo brasileiro, vai congelar os investimentos nos próximos 20 anos, na prática os investimentos serão os mesmos do ano anterior, tendo apenas o reajuste da inflação. A PEC 55 é um ataque direto na educação brasileira, tendo em vista que congelar os investimentos por duas décadas é sentenciar a escola e a universidade pública à desgraça. Segundo uma simulação do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), se a PEC 241 estivesse desde 2002 em vigor R$ 377 BILHÕES não teriam sido investidos em educação.  O objetivo do governo Temer com essa PEC, é garantir que sobre mais dinheiro para entregar aos banqueiros, através da taxa de juros.

Sartori vai no mesmo caminho de Temer anunciando seu pacote de maldades, Sartori propõe privatizar empresas estratégicas como a CEEE, a CRM e a SulGás, cortar serviços públicos, extinguindo nove fundações, demitindo seus funcionários, quer arrochar os servidores aumentando a contribuição previdenciária e pagando apenas a metade do 13° salário.